sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Todo Pastor é Um Missionário


Amigos pastores, sei o quanto o ministério pastoral é árduo. Digo porque eu pastoreio há dez anos, sendo que prego o evangelho desde a minha adolescência. Fiz minha primeira viagem missionária aos dezessete anos (fiquei dois meses e dez dias no sertão do Piauí). Depois fiz mais de uma dúzia de viagens ao interior do Piauí, e outras viagens para o Ceará, Maranhão e Rio Grande do Norte. Viajei para outros Estados do Brasil (de norte a sul) e para dois países da América do Sul. Essas viagens me proporcionaram a oportunidade de proclamar a Palavra de Deus e adquirir experiências. Eu sou apaixonado por missões, todavia, minha vocação última é a pastoral. Minha missão é pregar expositivamente o evangelho à minha congregação, ministrar as ordenanças (batismo e Ceia do Senhor), trabalhar no discipulado dos convertidos e cooperar no treinamento de novos líderes. Entretanto, sei também do meu papel em missões nacionais e mundiais. Portanto, fundei há treze anos a Missão SAEM, uma sociedade missionária que atua na intercessão, sustento, despertamento e treinamento de missionários, plantação de igrejas, etc. Atuo também como diretor administrativo da Associação Evangelística Palavra de Bênção, uma instituição que serve às igrejas de minha cidade com evangelização urbana. Estou também envolvido com algumas instituições acadêmicas, teológicas e missionárias, que mostrarei mais abaixo.

Pretendo no presente texto dar algumas orientações que visam mostrar como o pastor de uma igreja local pode envolver-se com missões nacionais e mundiais e levar sua igreja a fazer o mesmo:

1. Motivem a igreja a orar por missões:
Pastores, orem por missões e convoquem vossas igrejas a intercederem pelos missionários e suas famílias. Desafiem as igrejas a clamarem pelos campos missionários. Peçam a Deus para que sejam levantados mais missionários e que os mesmos sejam enviados aos campos não alcançados. Particularmente, tenho seguido o calendário mensal de oração da Missão Portas Abertas que está disponível gratuitamente no site da mesma ou através do seu aplicativo que pode ser baixado no celular, e também noutras formas de interceder por missões. Convoco também minha igreja a orar por missões durante os cultos, reuniões e propósitos de oração. Muitas coisas acontecem quando oramos!

2. Motivem a igreja a ofertar para missões:
Pastores, ofertem para missões e desafiem vossas igrejas a contribuírem financeiramente para missões. Tirem uma porcentagem do que entra na igreja e invistam em missões. Motivem vossos rebanhos a ofertar de coração e voluntariamente para o sustento dos missionários que estão nos campos.

3. Trabalhem pelo despertamento e treinamento de missionários:
Pastores, preguem sobre missões. Ministrem estudos missionários. Exibam filmes missionários na igreja. Cooperem no treinamento de missionários, sejam enviando candidatos aos seminários ou lecionando nos seminários.
No meu caso, criei uma Escola de Missões em minha igreja, assim, é possível trabalhar constantemente na formação de missionários. Outra forma de cooperar para o treinamento de missionários é vocês lecionarem em seminários envolvidos com a formação de pastores e missionários. Tenho lecionado no Seminário Teológico Cristão do Brasil (que atua na formação de obreiros nacionais e internacionais), no Seminário Teológico Betel Brasileiro (que treina obreiros de um modo geral), na Escola de Missões David Brainerd (que realiza cursos presenciais e à distância no Brasil e exterior), e em outubro começarei a lecionar na AMIDE (instituição envolvida com missões transculturais) e em fevereiro/2017 iniciaremos a Escola de Formação Missionária do Sertão (Paraíba). Observação: Sobre a Escola de Missões David Brainerd e a Escola de Formação Missionária do Sertão, estamos precisando de voluntários para lecionar (rsrsrs).

4. Enviem missionários aos campos:
Pastores, aqueles irmãos que foram despertados e treinados para missões, devem ser enviados aos campos missionários. Responsabilizem vossas igrejas no envio e sustento espiritual, material e pastoral dos missionários. A Bíblia diz: Como ouvirão se não há quem pregue? E como pregarão se não forem enviados?

5. Visitem os campos missionários:
Pastores, visitem os missionários que estão nos campos. Os missionários e suas respectivas famílias também precisam de pastoreamento, alento e cuidado. Há um ano e meio visitei um missionário e família no sertão do Rio Grande do Norte. A alegria do missionário, esposa e filho foi algo maravilhoso. Na visita pude orar, conversar, falar sobre teologia (rsrsrs), aconselhar e tantas outras coisas.

Conclusão:
Amados pastores, pelo fato de cada um de vocês pregar incansavelmente o evangelho para o rebanho que Deus vos confiou e a todos os visitantes que assistem os cultos que vocês celebram, por trabalharem no amadurecimento (discipulado dos convertidos) e no treinamento de novos líderes, ouso a afirmar que vocês também são missionários. Quando pregam nos cultos dominicais, nos cultos fúnebres, nos aniversários e casamentos, nos lares, etc., vocês estão fazendo missões. O lugar onde vocês estão é o campo missionário de vocês.
Todavia, desafio vocês a também orar e levar a igreja a orar por missões, a ofertar e levar a igreja a ofertar para missões, a cooperar no despertamento e treinamento de missionários, a enviar missionários aos campos e visitar os campos missionários.

Nos laços do Calvário que nos une,

Luciano Paes Landim.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Adquira os livretos do Pastor Luciano Paes Landim


Adquira os livretos do Pastor Luciano Paes Landim:

- Mantendo a fé em meio às adversidades (R$ 5,00).
- A igreja que queremos ser (R$ 6,00).
- Missões no poder do Espírito Santo (R$ 6,00).
- Louvor é mais que música (R$ 7,00).
- A Egolatria e a Sociedade Sem Deus (R$ 8,00).

Observação: o livro “Quando Deus decide não curar” e o livreto “Restaurando o ardor missionário” estão esgotados (indisponíveis).

Entrega em todo o Brasil. Frete a calcular.

Contato: lucianolandim@hotmail.com