Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2011

PROJETO: PEGUE SUA PALAVRA DE BÊNÇÃO

Imagem
JESUS QUER FALAR COM VOCÊ!
Projeto: Pegue Sua Palavra de Bênção
Fundado no dia 24 de outubro de 2010 em São Sebastião/DF, pelo irmão Antenorio Cariolano da Silva, o Projeto PEGUE SUA PALAVRA DE BÊNÇÃO é uma idealização interdenominacional, sem fins lucrativos, que tem como propósito glorificar a Deus, ser um canal de Deus para a edificação da Igreja e a salvação dos pecadores.
Através do Projeto PEGUE SUA PALAVRA DE BÊNÇÃO é possível proclamar a mensagem de salvação através de folhetos evangelísticos que são depositados em caixinhas fixadas nos pontos de ônibus e nos comércios da cidade. Assim, passageiros que aguardam o ônibus podem pegar gratuitamente uma porção da Bíblia e lê-la durante a viagem e clientes dos comércios podem levar para suas casas folhetos que contêm a Palavra de Deus.
Por meio da leitura realizada, das porções bíblicas, contidas nos folhetos e através da intercessão dos parceiros do Projeto PEGUE SUA PALAVRA DE BÊNÇÃO, o Espírito Santo está efetuando salvação, …

Somente a Escritura

Imagem
Publicarei aqui um estudo realizado a partir de pesquisas na Bíblia MacArthur e no livro "Mensagens Selecionadas" de Hernandes Dias Lopes.

Leitura bíblica: Jo 17.17

Considerações Preliminares:
1. Todas as doutrinas e ensinos estranhos à Escritura devem ser rejeitados.
2. A Bíblia é a voz de Deus em linguagem humana.
3. Os reformadores reafirmaram a supremacia da Escritura sobre a tradição.
4. “A Escritura é a escola do Espírito Santo na qual nem se tem deixado de pôr coisa alguma necessária e útil de conhecer, nem se ensina mais do que é preciso saber” (João Calvino).

Introdução:
O propósito das Sagradas Escrituras:
1. Regenerar (Tg 1.18; 1Pe 1.23).
2. Vivificar (Sl 119.50,93).
3. Esclarecer (Sl 119.130).
4. Santificar (Jo 17.17; Ef 5.26).
5. Produzir fé (Jo 20.31).
6. Sustentar a vida (Dt 8.3; Mt 4.4).
7. Promover crescimento na graça (1Pe 2.2).
8. Admoestar (Sl 19.11; 1Co 10.11).
9. Consolar (Sl 119.82; Rm 15.4).

I. Inspiração (2Tm 3.16):
1. Toda a Escritura é inspirada …

O dia em que o meu coração quase parou

08 de outubro de 2009. O dia que nunca esquecerei. Numa tarde funesta, algo que meus irmãos e eu jamais esperaríamos. Uma notícia nada agradável. O ônibus da empresa TRANSPIAUÍ, depois de sair da rodoviária de Brasília às 12h45min, com destino a São Raimundo Nonato, Piauí, chegando ainda a Formosa, Goiás, colide de frente com uma carreta. Na primeira poltrona estava minha querida mãe. Minha rainha, minha heroína, criatura e beleza desenhada por Deus. Isso que faço agora (... escrever) é somente em momentos especiais. Isso era o que eu fazia para orgulhá-la, por ter um filho que ama escrever. Só que dessa vez, para noticiar (desabafar) a dor que sinto no peito. Foi nessa data que o Dono da vida predestinou para fazê-la dormir na terra e acordá-la no paraíso. Ela não suportou os ferimentos. Antes de desembarcar, ela pediu ao meu cunhado para levá-la à igreja para entregar o precioso dízimo e pedir ao pastor que orasse por ela. Satisfeita, com o dever cumprido, cheia de prazer, juntament…

MISSIO DEI

Imagem
Em 1876, Don Capricio, bispo católico romano, ministrava a palavra inicial na convenção regional hospedada em Taranto, sul da Itália, quando afirmou que “A Missio Dei, pela sua supremacia bíblica, dispensa a Missão da Igreja. Somos apenas contempladores das maravilhas do Deus que faz”. Apesar da ênfase deísta, esta teoria é contestada. Teoria esta que se apoderou etogenicamente da consciência cristã pós-moderna. A Igreja não é um membro contemplativo do Reino de Deus, excluída da Missio Dei e chamada a ser exangue, alienada, sem vida e sem paixão. Ela é parte do projeto de redenção escrito pelo Senhor para a salvação de todo aquele que crê. Don Capricio, entretanto, não se distancia muito da irregular tendência cristã atual, que tenta incluir-se nas bênçãos do Evangelho e auto-excluir-se de sua prática: a antibíblica vontade de ver a terra arada sem pôr as mãos no arado, e de pregar o Evangelho sem crer na possibilidade do sacrifício.
O Autor, Realizador e Consumador da missão é o D…