Postagens

Mostrando postagens de Março, 2012

Missio Ecclesiae – Missão da Igreja

Imagem
A Igreja, em Pentecostes, espontaneamente se torna “missionária em sua essência e coração” ao ser batizada pelo Espírito Santo. Sendo assim, o Espírito e a missão não podem ser separados, Ele preserva e cuida do fruto missionário, e este, precisa aprender a confiar no Espírito Santo, desde o princípio e ao longo de seu ministério. Isto significa dependência e suficiência total no Espírito.

Esta é a missão do Deus-Trino, Deus Pai enviou o Deus Filho, o Deus Pai e o Deus Filho enviaram o Deus Espírito Santo, e as três Pessoas, como um só Deus, enviaram a Igreja ao mundo. Ou seja, Deus escolhe, capacita, envia e produz os resultados da missão. Logo, a missão da Igreja (missio ecclesiae) não tem vida própria, mas como enviada tem o privilégio de participar da Missão de Deus.
Robson Rosa Santana cita Vicedom:

“não cabe à Igreja decidir se ela quer fazer missão, mas ela só pode decidir se quer ser Igreja”.

A tarefa missionária da Igreja é parte do decreto de Deus, se realmente quer ser I…

O QUE É SUCESSO?

Imagem
O que é sucesso? O que é fracasso? Como discernir o verdadeiro do falso? Aparentes derrotas configuram-se em vitórias. Ilusórias conquistas camuflam-se em verdadeiras ruínas. Dramáticas quedas transformam-se em escalações triunfais. A derrota às vezes apresenta-se transvertida de conquista definindo fracasso como sinônimo de não viver o que se tem de viver. A vida é bela. A existência é modesta. A morte é o feitio da extenuação conformada com os troféus. A extinção é o retrato do alívio sagrado de poder partir para uma terra distante e exultante. Sucesso é o segredo de sucessivos atos bons ou ruins. É o entendimento do fracasso indumentado de glória. Vencer é perder o que nunca se deveria ganhar. Perder é ganhar o que nunca se deveria perder. Nos laços do Calvário que nos une, Rev. Luciano Paes Landim.

Missio Spiritu Sancti – Missão do Espírito Santo

Imagem
Quando olhamos para o Espírito Santo vemo-Lo como a força motriz da Missio Dei. Edison Queiroz assevera: “Biblicamente, o Espírito Santo está intimamente ligado com a obra missionária”. Continua: “Infelizmente, hoje em dia há algumas igrejas que não entendem o propósito da vinda do Espírito Santo e desenvolveram uma teologia segundo a qual o Espírito Santo é dado simplesmente para nos ajudar a receber bênçãos – e não para servir a Deus, como é o propósito original. Não podemos aceitar essa dicotomia entre o Espírito Santo e a obra missionária. Se estudarmos a doutrina do Espírito Santo à luz dos propósitos de Deus, vamos descobrir que o Espírito Santo veio para ajudar o cristão a ter uma vida vitoriosa e assim ser instrumento de Deus para espalhar a glória divina através da salvação de outras vidas”. Só existe missão de acordo com Deus e com a Bíblia, se o Espírito Santo estiver no comando. O Espírito é indispensável à obra missionária. Missão é a realização prática da obr…

Missio Christi – Missão de Cristo

Imagem
Quando olhamos para o Deus Filho, encontramos a realização plena da Missio Dei. A missão de Jesus no mundo foi buscar e salvar o perdido (Lc 19.10). Jesus é o Missionário do Pai. Jesus veio ao mundo como resultado de um comissionamento divino. Assim, a missão de cada cristão na Terra é a de viver e pregar o Evangelho para a glória de Deus (Mc 16.15). E à semelhança do próprio Jesus, ninguém tem o direito nem de se auto-comissionar, tampouco, igrejas e organizações missionárias, podem se colocar como meras “recrutadoras”, sem que antes haja provas incontestáveis e exigentes da vocação divina. O chamado de Deus é irreversível e irresistível. É Deus quem seleciona, escolhe, chama, capacita, sustenta e exige. Na obra missionária não entramos sem ser chamados e dela não conseguimos sair quando somos chamados. Deus deu o Filho e Jesus se deu a si mesmo para a salvação dos pecadores, então, podemos falar que a missão (mandato, incumbência, ministério) é a obra de Deus dada à Igreja que, segu…

Missio Dei – Missão de Deus

Imagem
As Escrituras Sagradas são claras e objetivas quando mostram que Deus está interessado na humanidade caída e vai ao seu encontro. O ser humano pós-queda não deu um passo sequer em direção a Deus. Deus é quem vem ou providencia seus enviados como mediadores, procuradores. Deste modo, o conceito de Missio Dei deve ser entendido como a origem, a motivação e o modelo de missão que está centrado em Deus e em sua natureza. George W. Peters cita Douglas Webster: “Nós começamos, então, onde a missão começa: com Deus”. Peters continua: “Apenas tal declaração faz justiça à alegação bem sustentada de Georg F. Vicedom de que a missão é Missio Dei”. Ou seja, a missão é um dos atributos pessoais de Deus. Isto significa que do início ao fim a missão cristã é a Missão de Deus, e não do homem. Assim, há a necessidade desesperada de que se busque uma teologia de missão que não seja antropocêntrica ou eclesiocêntrica (ou agenciocêntrica), mas teocêntrica. Missão é uma obra essencialmente de De…