Sete Razões Porque Devemos Evangelizar


Não há esperança para o mundo fora do Evangelho. Nenhuma religião pode levar o homem a Deus. Não há salvação para ao homem fora de Jesus Cristo (Jo 14.6 e 1Tm 2.5). Somente Jesus salva. O mundo precisa de Cristo; precisa do Evangelho. Jesus é o Salvador do mundo. Como servos de Deus devemos pregar o arrependimento e proclamar expiação de pecados.

Pensando nisto, enumerei sete razões porque devemos evangelizar:

1. Devemos evangelizar porque Jesus nos deu esta ordem: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.” (Mt 28.10-20)

2. Devemos evangelizar motivado pelo exemplo do próprio Deus como Evangelista: “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” (Gn 3.15, primeira menção ao Evangelho – Proto-Evangelho).

3. Devemos evangelizar pelo desejo de manifestar a glória de Deus até aos confins da terra: “Louvem-te os povos, ó Deus; louvem-te os povos todos. Abençoe-nos Deus, e todos os confins da terra o temerão.” (Sl 67.5,7)

4. Devemos evangelizar porque isto agrada a Deus: “Seja Deus gracioso para conosco, e nos abençoe, e faça resplandecer sobre nós o rosto; para que se conheça na terra o teu caminho e, em todas as nações, a tua salvação.” (Sl 67.1-2)

5. Devemos evangelizar porque é nossa responsabilidade e nosso dever: “Se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois sobre mim pesa essa obrigação; porque ai de mim se não pregar o evangelho!” (1Co 9.16)

6. Devemos evangelizar porque o homem sem o Evangelho está perdido: “pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Rm 3.23).

7. Devemos evangelizar por gratidão a Deus pela alegria da nossa própria salvação e em amor ao próximo: “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu sua vida por nós; e devemos dar nossa vida pelos irmãos.” (1Jo 3.16)

Assim sendo, não evangelizar é um pecado de negligência e omissão. Chegou o momento da Igreja se erguer, na unção do Espírito Santo, e proclamar ardentemente arrependimento aos pecadores e anunciar Jesus como único e suficiente Salvador.

Nos laços do Calvário que nos une,
Luciano Paes Landim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A IMPORTÂNCIA DA FIDELIDADE DOS DÍZIMOS E DAS OFERTAS

ESTRATÉGIAS DE EVANGELIZAÇÃO URBANA (Parte 01)