Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2016

Sugestão de leituras para pastores

Imagem
Fui ordenado ao ministério da Palavra e das ordenanças há dez anos. Na minha pouca experiência, vejo o quanto é importante o pastor ler bons livros. Na lista abaixo, sugiro a leitura de dez livros sobre o ministério pastoral. Indico os livros para quem é pastor, para quem almeja o pastorado e para quem deseja presentear um pastor. A lista não está em ordem de importância: 01 – De pastor a pastor: princípios para ser um pastor segundo o coração de Deus. Hernandes Dias Lopes. Editora Hagnos, 2008, 168 páginas. Li o livro por duas vezes e sei que o lerei por mais vezes. O autor aborda os seguintes temas no ministério pastoral: perigos, vocação, preparo, vida devocional, atributos, sofrimentos, compromissos e salário. A linguagem é peculiar. HDL é claro, direto e aplicativo na abordagem. 02 – Irmãos, nós não somos profissionais: um apelo aos pastores para ter um ministério radical. John Piper. Shedd Publicações, 2009, 278 páginas. O pastor batista, John Piper, mostra que a mentalidade do p…

Que tempo difícil o nosso!

Imagem
Lamentavelmente, chegamos numa época em que muitos crentes estão acomodados, dormindo e perdendo tempo. Não estão aproveitando as oportunidades. Estão desperdiçando a vida. Não estão vivendo para a glória de Deus. Crentes que agem como expectadores (catedráticos de bancos de igreja) e consumidores (especialistas em exigências). Eles perguntam: o que a igreja tem a me oferecer? Enquanto deveriam dizer: eu vou me oferecer ao serviço da igreja. Muitos crentes se enveredaram pelos caminhos do materialismo e pragmatismo. Abraçaram fortemente os prazeres do mundo e se renderam ao misticismo. Esfriaram espiritualmente.
Onde está o povo de Deus nas reuniões de oração e nas escolas bíblicas? Cadê os cultos de doutrinas? Tristemente, a igreja atual trocou o culto de doutrina, as reuniões de oração e o evangelismo pessoal por eventos, movimentos e entretenimentos. Quando a igreja não invade o mundo, o mundo invade a igreja, é isto é trágico, muito trágico!
Nunca houve uma geração que teve tanta di…